Notícias

Tudo sobre o PIX em condomínios

O novo modelo de transferência tem gerado bastante debate, tanto sobre sua praticidade, como também sobre suas questões de segurança. No condomínio, o PIX é a melhor opção? Como o meio pode apresentar uma facilidade maior para quem paga, muitos condôminos veem-se interessados na modalidade, entretanto, existem alguns poréns a serem considerados.

A transferência sem nenhum custo, com pagamentos instantâneos e a qualquer hora ou dia é uma opção bastante atrativa para o pagador, já que pode resolver em pouquíssimo tempo suas quitações. Todavia, é na sua “chave de endereçamento” onde pode morar o problema. O uso indevido da mesma por parte de quem tenha as informações completas pode também agilizar processos de fraude bancária para os usuários.

Além disso, o uso do PIX como substituto do boleto nas cotas condominiais ainda é muito questionável, visto que em sua grande maioria, os condomínios possuem em suas atas, um parágrafo regulatório instituindo o boleto como única forma possível para pagamento da cota condominial (seja pela segurança de dados ou pelo controle).

Embora seja o caminho para o futuro, esse novo modelo deve ser considerado apenas se decidido em assembleia condominial, seguindo sempre as normas da Convenção e Ata Condominial. O contrato precisa prevalecer em razão da segurança jurídica.

Fonte: O Tempo

Prefeitura do Rio anuncia novas medidas contra a Covid-19
Confortável, sustentável e inteligente: esse é o imóvel do futuro