Notícias

Dicas para obras em condomínios

Tanto em pequenas reformas quanto em obras estruturais, o ponto de partida precisa ser a comunicação. É essencial que haja um contato entre o condômino, síndico e vizinhos antes da realização de alguma mudança, de modo a evitar dores de cabeça e problemas com autorização.

Verifique sempre a necessidade e urgência. Priorize apenas obras de conservação e manutenção de unidades e condomínio, que ao serem negligenciadas, possam gerar algum risco para a estrutura geral. A análise pode partir já do interessado, como pode ser requirida pelo síndico. 

A atenção aos detalhes é fundamental para colaborar com todos os afetados por possíveis inconvenientes e estresses. Siga quatro preceitos: 

  • Salubridade: preserve a saúde física e mental de profissionais, moradores e vizinhos;
  • Sustentabilidade: priorize recursos naturais e que não agridam o meio ambiente;
  • Sossego: atente-se aos horários autorizados para a realização de obras, considerando sempre que estamos ainda em meio à pandemia;
  • Segurança: tanto em relação à estrutura como em disponibilizar máscaras e uso de álcool 70% para os prestadores do serviço.

Sustentabilidade

Obras e reformas não precisam ser sinônimo de excesso de lixo e entulho. Segundo o IDHEA (Instituto para o Desenvolvimento da Habitação Ecológica), basta seguir alguns passos para gerar um ambiente sustentável:

  1. Uso racional dos materiais; 
  2. Gestão e economia da água; 
  3. Gestão de resíduos; 
  4. Conforto térmico e acústico; 
  5. Eficiência energética; 
  6. Qualidade do ar e ambiente interior; 
  7. Aproveitamento dos recursos naturais disponíveis.

O regimento do condomínio deve vir em primeiro lugar, com a colaboração e o pensamento comunitário sendo partes importantes para o processo.

Fontes: Jornal do Brasil; Townsq; Jus.com.br; IDHEA.

7 formas simples de tornar o condomínio ecológico
Rio de Janeiro terá aluguel de bicicleta elétrica sustentável