Notícias

Diminua contas de água e luz na pandemia


O isolamento social desencadeia um aumento significativo nas contas de água e luz em condomínios. Todavia, esse impacto pode ser minimizado com medidas de economia de baixo investimento, como:

1 –  Conscientize os moradores 

Espalhe lembretes com dicas comunitárias que diminuem o consumo de água: não demorar no banho, usar a máquina de lavar roupas somente na capacidade total e fechar a torneira enquanto ensaboa as louças da cozinha e ao escovar os dentes.

2 – Lembre-se dos vasos sanitários 

As bacias com válvulas mais antigas soltam entre 12 e 24 litros de água por descarga. Já os vasos mais modernos, com caixa acoplada, despejam apenas 6 litros. Há ainda os chamados vasos sanitários que despejam um volume de água diferente conforme necessidade.

3 – Reaproveite a água

Implemente uma estação de tratamento de água simples, que garanta um uso para o banho e para as pias diferente do que vai para as descargas e lavagem de pisos (muito comum em indústrias). Outra alternativa é reaproveitar a água da chuva, por meio da construção de reservatórios que armazenam a água das chuvas, usando-a para regar jardins e limpar as áreas comuns.

4 – Consumo individual

Quando a conta de água é calculada pelo consumo coletivo dos moradores, dificilmente aqueles que desperdiçam água vão se sentir responsáveis pelo aumento dos custos. A solução mais indicada é propor em reunião de condomínio uma reestruturação do sistema para que passe a ser individualizado, com instalação de hidrômetros por apartamentos. Dessa maneira, cada um saberá exatamente quanto está gastando e poderá ter mais cuidado com o uso da água no dia a dia.

Dicas para economia de energia

Baixo investimento:

  • Trocar lâmpadas do tipo incandescente por fluorescentes: já quase não se encontram mais lâmpadas desse tipo para comprar – gastam mais energia e duram menos. Aposte nas fluorescentes, que economizam 75% em comparação com as incandescentes.
  • Sensores de presença e minuterias: geralmente tidos como aliados ao uso racional de energia, esse tipo de ajuda vale a pena somente se o “acende e apaga” não ocorrer o dia todo, do contrário, pode diminuir em até 40% a vida útil da lâmpada. Se for bem direcionado, o projeto pode ajudar a economizar até 50% da energia do local. 
  • Iluminação do elevador: geralmente, as luzes da cabine do elevador ficam acesas durante as 24 horas do dia, o tornando um dos grandes vilões do gasto energético no condomínio. Nesse caso, o recomendado é optar por LEDs para o local, uma vez que esse equipamento é mais econômico, diminuindo em até 70% o consumo de energia na cabine.
  • Economia de água: muitos não sabem, mas economia de água também pode gerar uma economia considerável de energia. Isso acontece porque a bomba hidráulica, que leva a água até a caixa d´água, tende a trabalhar menos quando a demanda por água é menor.
  • Pintura interna: ambientes internos pintados com cores claras podem demandar menos (ou nenhuma) iluminação durante o dia.
Como executar serviços condominiais durante a pandemia