ProHome

Cadastre seu Atendimento Cadastre seu Atendimento Facebook Twitter Google + (21) 99328-9509(21) 99328-9509


Contato (21) 2516-4199 Contato Contato Cadastre seu Atendimento Ambiental

Crescimento do mercado de trabalho feminino e Grandes mulheres para se inspirar

A desigualdade de gênero ainda está presente em nossa sociedade criando diversos obstáculos para as mulheres. Porém, mesmo que o problema social esteja longe de ser resolvido o papel ocupado pelas mulheres no mercado de trabalho nunca foi de tanto destaque. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), elas estão mais presentes nas vagas de emprego, embora ainda abaixo dos homens.

Segundo a Universidade Positivo, a consolidação do sistema capitalista no século XIX contribuiu para a conquista feminina do mercado de trabalho. A Constituição de 1932 foi um dos primeiros passos a favor da força produtiva das mulheres: o documento exigia que não houvesse distinção de gênero na questão salarial e estabelecia regras trabalhistas que protegiam as mulheres em caso de gravidez.

Em 1943, houve maior consolidação das leis trabalhistas no Brasil com a criação do regime CLT, o que promoveu um grande avanço no que se refere à proteção da mulher. No mesmo período, ocorria a II Guerra Mundial, afetando diretamente o público masculino por suas consequências negativas. Com isso, as mulheres passaram a exercer ainda mais atividades fora do ambiente doméstico.

Desde então, elas vêm ganhando força e provando sua competência no ambiente corporativo. Hoje, existem grandes exemplos de mulheres à frente de multinacionais e de corporações que antes tinham seus quadros diretivos majoritariamente masculinos. 

No Brasil, temos exemplos de grandes empresas fundadas por mulheres: Magazine Luiza, Beleza Natural e Nubank. Separamos um pouquinho da história delas para você conhecer. Confira! 

Luiza Helena Trajano – Magazine Luiza

Esse é um dos maiores exemplos de empreendedorismo de empresas lideradas por mulheres no Brasil. O Magazine Luiza é uma das 5 maiores redes varejistas brasileiras, com faturamento na casa dos R$ 14 bilhões em 2017. Luiza Trajano é a atual presidente do conselho administrativo da empresa e antiga presidente dela. A grande rede iniciou-se pelos tio de Luiza como uma pequena loja localizada no interior de São Paulo. Mas com Luiza Helena assumindo a liderança da empresa na década de 1990, o negócio de família transformou-se e se expandiu por quase todo o país. Luiza também é reconhecida como um grande incentivo para mulheres empreendedoras, sendo uma defensora convicta de que as mulheres merecem posições de destaque no empreendedorismo.

Zica Assis – Beleza Natural

Heloísa Helena Assis, conhecida como Zica, trabalhou como empregada doméstica e babá. Junto com Leila Velez, ex taxista, a empresária começou a misturar e testar produtos que mais geravam resultados em cabelos crespos e ondulados. A partir disso, em 1993, nasceu o Beleza Natural, o primeiro instituto voltado exclusivamente para cabelos crespos e cacheados. Atualmente, já são mais de 40 unidades do Instituto em todo o Brasil e Zica foi reconhecida como uma das 10 empresárias mais poderosas do país, de acordo com a Forbes.

Cristina Junqueira – Nubank

Cristina é Co-fundadora de um dos serviços que mais vêm ganhando força no país: o Nubank, cartão de crédito sem banco. A empresa brasileira está avaliada em quatro bilhões de dólares e com cinco milhões de usuários. Hoje, ela é vice-presidente de marca e desenvolvimento de negócios na startup. Cristina Junqueira venceu o Prêmio Cláudia 2016 na categoria negócios e, na ocasião, falou às mulheres: “Obrigada a todas! A gente tem que se ajudar, o mundo já é difícil demais. Precisamos trocar as críticas por elogios”.

Músicos que moram em condomínio: O que fazer?
Prevenção ao coronavírus