ProHome

Cadastre seu Atendimento Cadastre seu Atendimento Facebook Twitter Google + (21) 99328-9509(21) 99328-9509


Contato (21) 2516-4199 Contato Contato Cadastre seu Atendimento Ambiental

Notícias

Entenda o papel e atribuições do zelador em condomínios residenciais


Ele é o braço direito do síndico, responsável por manter a conservação do local e é ele que acompanha o desempenho dos demais empregados, entre diversas outras funções. Já sabe que estamos falando do zelador, não é mesmo? 

Esse funcionário é de extrema importância na administração de um condomínio, muitos o chamam de “gerente condominial”. Sua principal função é promover a gestão dos funcionários para garantir o cumprimento dos afazeres de rotina necessários para a conservação do empreendimento. 

E quais são suas reais funções? Com base no site SíndicoNet, separamos uma lista com as atribuições do zelador:

01- Organizar e fazer cumprir a escala de serviço; 

02- Responsabilizar-se pela guarda das chaves reservas dos prédios; 

03- Orientar, supervisionar e distribuir as tarefas dos seus subordinados, exigindo-lhes higiene, disciplina, apresentação, pontualidade e assiduidade; 

04- Receber e encaminhar aos destinatários as correspondências postais, encomendas, bem como circulares, balancetes e quaisquer outros documentos emitidos pelo Condomínio, colhendo assinaturas de recebimento, além de ligar e desligar as bombas hidráulicas; 

05- Inspecionar corredores, pátios, áreas e instalações do prédio verificando necessidades de limpeza, reparos, condições de funcionamento de elevadores, parte elétrica, hidráulica e outros aparelhos, a fim de verificar a funcionalidade e encaminhar sugestões, comunicar a necessidade de reparos ou qualquer fato estranho ao Síndico; 

06- Executar ou providenciar serviços de manutenção geral, trocando ou providenciando a troca de lâmpadas e fusíveis, efetuando pequenos reparos e requisitando pessoas habilitadas para consertos de bombas, caixas d`água, extintores, elevadores, portões, interfones e outros, a fim de assegurar as condições de funcionamento e segurança das instalações. Os procedimentos devem ser devidamente autorizados pelo síndico; 

07- Encarregar-se da recepção, conferência, controle e distribuição de material de consumo e de limpeza, tomando como base os serviços a serem executados para evitar desperdícios e a descontinuidade do processo de higienização e garantir a manutenção das instalações; 

08- Assumir atribuições típicas do porteiro, quando se fizer necessário; 

09- Abster-se de guardar chaves dos apartamentos, exceto com autorização expressa do Síndico; 

10- Comunicar imediatamente ao Síndico ou seu substituto, qualquer incidente, anormalidade ou acidente ocorrido no Edifício; 

11- Acompanhar e controlar o perfeito funcionamento dos elevadores, bombas d`água, e demais instalações; 

12- Manter na portaria quadro com horário de trabalho e demais documentos exigidos por lei; 

13- Coibir reuniões nas partes comuns do Edifício, principalmente na portaria, salvo se forem previamente autorizadas; 

14- Acompanhar e fiscalizar as mudanças, fazendo cumprir as datas previstas e cobrando taxas, quando exigido pela Convenção; 

15- Promover à leitura dos medidores de consumo de gás, preenchendo o formulário específico; 

16- Responsabilizar-se pela guarda do material de limpeza das caixas de gordura e desentupimento; 

17- Produzir com antecedência um cronograma para o uso da jateadora, enceradeira e o que for necessário a fim de evitar descontentamento. 

18 – Produzir com antecedência um cronograma dos serviços a serem executados, a fim de demonstrar eficiência e evitar imprevistos. 

19- Sempre consultar sua comunicação interna a fim de não falhar por omissão. Em caso de dúvida quanto o que foi solicitado, procure a pessoa que lhe enviou o comunicado. 

20- Cuidar para que o lixo seja devidamente recolhido, embalado e armazenado nos horários e locais determinados; 

21- Fazer cumprir os princípios de segurança patrimonial, de higiene e segurança do trabalho, horário de serviço e escala de revezamento; 

22- Elaborar a escala de serviço dos empregados do Edifício e acompanhar o registro de freqüência, em livro próprio; 

23- Distribuir e observar se o Regimento Interno do Edifício está sendo cumprido pelos moradores, solicitando seu cumprimento ou comunicar as irregularidades ao Síndico; 

24- Atender os fornecedores de serviços ou materiais, colhendo informações preliminares, segundo orientação do Síndico, quando for o caso. 

25- Atender e orientar os moradores e visitantes em assuntos pertinentes ao Condomínio; 

26- Atender emergências, mesmo fora de seu horário normal de serviço; 

27- Programar, em conjunto com o Síndico, a escala de férias própria e dos demais empregados; 

28- Auxiliar no recrutamento e seleção de candidatos a emprego e treiná-los, se admitidos; 

29- Desempenhar outras atribuições pertinentes ao cargo. 

30- Comunicar fatos estranhos ao Síndico. 

31- Sugerir ações que possam aprimorar a eficácia das tarefas.

Elevador parou com morador dentro, o que fazer?
Iluminação tem como meta melhor eficiência energética, funcionalidade e beleza dos espaços