ProHome

Cadastre seu Atendimento Cadastre seu Atendimento Facebook Twitter Google + (21) 99328-9509(21) 99328-9509


Contato (21) 2516-4199 Contato Contato Cadastre seu Atendimento Ambiental

Notícias

O que é mudança de mindset e como estimular a inovação nos condomínios

A inovação nos condomínios é um desafio e uma meta a ser alcançada para promover a qualidade de vida. Seja por meio de um novo software para auxiliar na gestão ou em sistemas de monitoramento mais modernos e inteligentes, como a portaria remota, a inovação é a resposta para ajudar a reduzir custos, otimizar operações e trazer mais segurança em um condomínio.

Contudo, iniciativas inovadoras frequentemente esbarram na resistência dos moradores, muitas vezes preocupados com os custos de soluções mais avançadas ou simplesmente por serem avessos a mudanças.

Mas, quando feitas no momento certo e da maneira correta, propostas que visam trazer inovação ao condomínio podem gerar muitos benefícios para o empreendimento e seus moradores.

O objetivo final da inovação é agregar valor ao condomínio: a ideia é incrementar o que existe e melhorar a vida coletiva. Entretanto, isso exige uma mudança de mindset tanto dos condôminos quanto do síndico.

O que é mudança de mindset?

Mudar o mindset significa “abrir a cabeça” das pessoas mais resistentes à inovação de forma a criar um movimento coletivo que seja receptivo às mudanças.

O novo pode, muitas vezes, parecer estranho. Dessa forma, é preciso disseminar uma postura mais moderna por meio de uma comunicação interna clara e objetiva, que esclareça a todos quais são as mudanças propostas, os seus objetivos e os resultados que se pretende alcançar com cada uma delas.

Quando as pessoas adquirem uma mentalidade aberta à inovação, elas passam a ter uma visão muito mais favorável a novas soluções e se tornam mais receptivas a ideias diferentes, que visam melhorias para a vivência coletiva.

Como estimular a inovação nos condomínios?

Inovar exige questionar com frequência como cada processo pode ser feito de forma mais eficaz. Para isso, é preciso abandonar algumas formas tradicionais de fazer as coisas em um condomínio.

Será que o atual sistema de segurança e vigilância é realmente efetivo? O controle dos acessos ao condomínio é tão rígido quanto deveria ser? Como é feito o recebimento de visitantes? Será que o condomínio está fazendo seu melhor para reduzir custos?

A adoção de um mindset aberto à inovação começa pela implementação de pequenas mudanças, feitas de modo gradual. É preciso fazer com que as pessoas pensem além do que estão acostumadas atualmente. Ao mesmo tempo, os moradores precisam se sentir à vontade e entender as soluções que são propostas e os impactos que elas trarão para o dia a dia do condomínio.

É importante que o gestor deixe claro que a inovação não é sinônimo de gastos exorbitantes ou da aplicação de tecnologias complexas (preocupação latente em moradores mais idosos, por exemplo), mas de ferramentas capazes de promover pequenas mudanças de hábitos e atitudes que melhoram a vida de todos.

Como convencer os condôminos?

É fundamental que o gestor acompanhe as principais mudanças que têm ocorrido no segmento e informe-se sobre as principais tecnologias que estão sendo adotadas e os valores que vêm sendo praticados.

O assunto não é tão complicado, mas há muitos detalhes que devem ser discutidos antes de se bater o martelo. Dúvidas como: a solução é realmente necessária? Quais serão os benefícios? E os custos? Vale a pena esse investimento? Será que todos estão de acordo em assumi-los?

Para ajudar, um passo importante é separar as mudanças de acordo com o seu impacto no condomínio. Por exemplo:

– Inovações necessárias: substituem estruturas ou processos que não vêm dando certo e que causam prejuízos ou trazem riscos ao condomínio;

– Inovações úteis: são aquelas que facilitam e melhoram o dia a dia do condomínio;

– Inovações supérfluas: não oferecem impactos relevantes, como alterações estéticas, mas que agregam valor ao condomínio.

Para que a inovação seja um sucesso, é importante que cada detalhe seja observado. Do planejamento financeiro à verificação dos impactos após sua implementação, tudo influencia na satisfação dos moradores. Por isso, cabe ao síndico ter certeza de que todos os moradores compraram a ideia e não vão se opor posteriormente.

Para que o síndico seja capaz de convencer a todos, é importante que ele conheça os benefícios que determinada inovação pode trazer, não somente em termos pontuais, da praticidade de cada solução, mas para a coletividade. As principais vantagens da inovação são:

– Valorização do imóvel: um condomínio que conta com as soluções mais modernas desperta maior interesse de possíveis compradores e locatários. Para os condôminos, isso significa a valorização das unidades e do empreendimento como um todo.

– Modernização da estrutura: com soluções mais eficazes, reduz-se a incidência de problemas e melhora-se a vida dentro do condomínio, abandonando processos obsoletos e mais propensos a falhas.

– Melhoria da segurança: a implementação de tecnologias e soluções de segurança, como a portaria remota, oferecem maior proteção aos moradores e ao patrimônio coletivo, garantindo a integridade e a tranquilidade de todos.

Via Kipper

Energia solar torna-se cada vez mais atrativa em condomínios
Direitos e deveres de donos e inquilinos na hora de entregar do imóvel