ProHome

Cadastre seu Atendimento Cadastre seu Atendimento Facebook Twitter Google + (21) 99328-9509(21) 99328-9509


Contato (21) 2516-4199 Contato Contato Cadastre seu Atendimento Ambiental

Coleta de lixo no Rio será realizada com caminhões elétricos

A empresa BYD entregou na última quarta-feira (25), no Rio de Janeiro, nove caminhões BYD eT8 de coleta de resíduos 100% elétricos para a Companhia Municipal de Limpeza Urbana – Comlurb. Com a chegada dos caminhões, a cidade se torna a primeira capital do ocidente a contar com esse tipo de veículo.

Os veículos são movidos a baterias 100% elétricas, muito silenciosos e com zero emissão de gases de efeito estufa. Em até seis meses, deverão ser entregues mais seis unidades e, até o fim de 2020, mais cinco, totalizando 20 veículos 100% elétricos na frota de coleta da Companhia, o que equivale a cerca de 10% do total.

A cerimônia de entrega contou com a presença da vice-presidente mundial do grupo BYD, Stella Li, que, em seu discurso, ressaltou a importância da iniciativa da Prefeitura do Rio. “A cidade do Rio está de parabéns por ter conseguido colocar em operação a primeira frota em uma grande cidade fora da China”. Stella enfatizou ainda o pioneirismo do Rio de Janeiro nas questões climáticas. Vale ressaltar que o projeto de inserção dos caminhões de lixo 100% elétricos na frota da Prefeitura do Rio partiu de uma iniciativa do escritório de sustentabilidade da própria companhia de limpeza, a Comlurb.

Tecnologia

Os caminhões, com capacidade de armazenamento de 15m³, foram testados antes e aprovados para o serviço. Um grande diferencial dos veículos são os freios regenerativos, que em declive geram automaticamente energia para a bateria. Os veículos possuem vida útil estimada de até 30 anos e custo com energia elétrica de um quarto do valor gasto com combustível fóssil. As baterias serão recarregadas diariamente nas sedes das empresas contratadas para o serviço e têm autonomia de 200 km, o equivalente a cerca de oito horas em operação, em condições normais de trânsito. O fato de praticamente não emitirem ruídos os tornam ideais para operar em áreas residenciais no período noturno.

Rio recebe 9 caminhões compactadores 100% elétricos.

Os veículos 100% elétricos trarão diversas vantagens para os garis, que deixarão de inalar os gases provenientes do caminhão tradicional a diesel e também serão beneficiados pela redução do ruído. Além disso, os motoristas poderão contar com um caminhão mais confortável, com todos os acionamentos eletrônicos e cabines refrigeradas. A transmissão automatizada de quatro marchas reduz a fadiga e o stress do condutor devido à ausência do pedal de embreagem e da alavanca de câmbio. Com a transmissão automatizada, o motorista pode manter as duas mãos no volante e ter atenção total na operação do veículo. Cada caminhão deixa de emitir 14 toneladas de C02 na natureza por mês.

Em junho do ano passado, a Comlurb havia lançado os três primeiros veículos tipo furgão BYD eT3 100% elétricos para a coleta de resíduos biológicos em hospitais e clínicas da rede municipal de saúde.

Vantagens e diferenciais

  • Emissão zero: Bateria de Fosfato de Ferro Lítio não contém metais pesados e o eletrólito é atóxico, com nenhuma emissão de poluentes da produção ao uso final;
  • Eficiência energética incomparável (significativa economia em custo de combustível);
  • Menor Custo Total de Propriedade (TCO): Custo de manutenção reduzido por conter menos partes móveis, resultando num custo total de operação (combustível e manutenção) menor ao longo da vida útil do veículo.
  • Transmissão automatizada de quatro marchas: reduz a fadiga e o stress do condutor devido à ausência do pedal de embreagem e alavanca de câmbio;
  • Segurança: com a transmissão automatizada, o motorista pode manter as duas mãos ao volante e atenção total na operação do veículo;
  • Caminhão de coleta de resíduos mais silencioso do mercado;
  • Maior disponibilidade do caminhão;
  • Frenagem regenerativa.

Fonte: CicloVivo

Escassez de água: Por que os condomínios devem se preocupar?
Seu laudo do bombeiro está em dia?