Como melhorar a qualidade do ar da sua casa?

Em nosso dia a dia, a correria é tão grande que acabamos esquecendo de prestar atenção nos pequenos detalhes. Você se importa com a qualidade do ar que respira?

Pois é, esta é uma questão que não é levada tão a sério quanto deveria. É comprovado que a nossa produtividade aumenta em ambientes com uma boa qualidade do ar, assim como a nossa qualidade de vida e saúde. Por isso, é essencial entender os danos que os ambientes com ar de péssima qualidade podem causar, e pensar em soluções práticas para reverter a situação.

Os ambientes com qualidade do ar ruim causam, principalmente, a irritação de vias aéreas superiores e inferiores, além da mucosa ocular. Logo, casos de bronquite, crises mais frequentes de asma e rinite, sinusite e conjuntivite alérgica são mais frequentes. Além disso, hoje já sabemos que a poluição atmosférica também contribui para casos de infarto agudo do miocárdio, mesmo que a exposição seja pequena. Casos de cefaleia, tonteira e náuseas também se tornam mais presentes.

Porém, apesar do cenário alarmante, podemos tomar alguns cuidados especiais dentro de casa para evitar problemas maiores, como, por exemplo:

  • Ter plantas na decoração de casa é uma ótima ideia, já que, ao realizarem a fotossíntese, elas liberam oxigênio para o ambiente. Fica a dica: além disso, algumas espécies, como o lírio-da-paz e a gérbera, têm alta capacidade de transformar elementos poluentes em nutriente para a própria planta.

  • Se possível, tenha janelões nos cômodos da casa. Além de ajudarem na iluminação, deixando mais luz entrar, elas proporcionam uma melhor ventilação dos espaços, favorecendo a troca de ar e arejando os ambientes internos.

  • Mantenha todos os cômodos limpos, evitando o acúmulo de poeira. Fique atento, especialmente, a tapetes, cortinas, carpetes e móveis estofados, assim como aos aparelhos de ar-condicionado, que devem ter seus filtros limpos periodicamente.

  • Fique atento aos produtos que contêm VOC, os compostos orgânicos voláteis, que são substâncias altamente tóxicas ao nosso organismo e ao meio-ambiente. Tintas, propulsores de latas de aerossol, artigos de limpeza e fumaça de cigarro são alguns dos produtos que têm estes compostos. Inspirar os vapores oriundos destes produtos pode levar a diversos problemas respiratórios. Para evitá-los, dê preferência aos produtos que não tem tais compostos em sua composição.

Com estas dicas simples, você já consegue melhorar consideravelmente o ar que sua família respira.

Jardinagem para iniciantes: 5 dicas para começar a cuidar de plantas