A importância da atividade física para a terceira idade

Muitos idosos optam por morar em condomínios por questões de segurança e por ter prestadores de serviço presentes. Nessas construções, é bastante comum a existência de salas de ginástica ou espaço aberto para a realização das mesma. A criação de grupos pode motivar, e muito, uma vida social ativa, interessante para qualquer pessoa, principalmente para as da terceira idade que, muitas vezes, restringem seu relacionamento à família.

Ter uma vida saudável é muito importante em qualquer fase da vida de um ser humano, mas, quando se trata da “melhor idade”, aí é que este princípio se faz ainda mais necessário. Quando falamos em manter um estilo de vida saudável, não falamos apenas em alimentação e ginástica, mas em todo um conjunto de cuidados para manter a mente dos idosos sempre em funcionamento, como as atividades lúdicas. Afinal, de nada adianta manter a boa saúde do corpo se a mente não tiver condições de operá-lo. Confira quais são os principais benefícios.

 

Favorece a memória e a aprendizagem

A prática de atividades físicas estimula a circulação sanguínea e a oxigenação do cérebro, o que contribui para a raciocínio, memorização e aprendizagem.

 

Melhora a qualidade do sono

Os exercícios físicos ajudam a regular o sono, mas é importante que essas práticas aconteçam quatro horas antes de dormir, para que a adrenalina liberada durante a atividade não cause insônia.

 

Previne doenças cardiovasculares

Ao praticar atividades, o coração fica mais forte para bombear o sangue para o resto do corpo, diminuindo os riscos de algum tipo de doença cardiovascular.

 

Ajuda a controlar o diabetes

Durante o exercício é consumida muita glicose (açúcar) para a produção de energia. Sendo assim, um ótimo aliado para baixar as taxas de açúcar no sangue.

 

Combate a depressão

Na atividade física, o corpo libera 2 hormônios que produzem efeitos físicos e mentais muito positivos: a endorfina, que está relacionada à sensação de prazer, bem estar e euforia, além de ser um analgésico natural do corpo, e a dopamina, que tem ação tranquilizante e analgésica. Além disso, melhora a autoestima e dá mais disposição para as atividades diárias, o que também é benéfico para pessoas com depressão.

Dicas de como ter cães e gatos no apartamento
Quando a insistência enraíza no quintal