Dicas para deixar seu veículo na garagem

Ao longo do último século, investiu-se muito mais no uso individual do automóvel do que em soluções de transporte de massa. Nessa política, cada cidadão deveria resolver por conta própria o “seu” problema de mobilidade. O carro foi inserido com a imagem de liberdade de ir e vir quando, na realidade, não era sinônimo de liberdade, mas a alternativa que restou.

Para mover  um grande número de pessoas, deveria haver mais opções de transporte de massa. Assim,  ficaria mais fácil suprir deficiências de mobilidade e transpor distâncias enormes. Além disso, ao saírem todos com seus carros no mesmo horário, é causado efeito mais visível da mobilidade baseada no automóvel: o congestionamento.

Outros efeitos são mais difíceis de perceber e alguns até impossíveis de mensurar com exatidão: mortes e sequelas de vítimas de acidentes, estresse, isolamento e frustração, agressividade e violência, doenças cardiovasculares e respiratórias, menor tempo para convívio com a família, consumo exagerado de recursos naturais, impermeabilização do solo e aumento da temperatura das cidades, mudanças na sociedade e degradação nas relações entre as pessoas, prestígio e autoestima atreladas ao automóvel e outras mais.

No dia 22 de setembro, o mundo celebra o Dia Sem Carro. O Dia foi promovido , inicialmente por ONGs ambientalistas que querem mostrar que é possível se deslocar em grandes cidades utilizando outros meios de transporte – sejam eles metrô, trem, bicicleta, patinete ou, simplesmente, uma caminhada.

Desde 2000, quando foi criado o dia, cada vez mais cidades aderem à campanha, que serve para chamar a atenção para a necessidade de diminuir os níveis de poluição e melhorar a qualidade do trânsito das metrópoles de todo o mundo.

Vamos dar uma força, citando algumas possibilidades de como não ser tão dependente do seu veículo:

Carona com colegas do trabalho: Junte-se aos colegas de trabalho que moram na mesma região e que façam parte de seu caminho até o escritório, e organizem-se em grupos de carona. Combinem horário de saída, contribuições para gasolina e o motorista da vez. Vocês economizam na gasolina, ganham tempo e ainda batem um papo a caminho da firma!

Carona via aplicativos: O pessoal do trabalho não pode fazer um grupo de carona solidária? Não tem problema. Você pode usar a tecnologia para deixar o veículo em casa.

Pedale até o trabalho: Se você morar perto do trabalho, dê uma chance à sua bicicleta.

Use o transporte público: Deixe seu veículo na garagem e ande até o metrô ou ponto de ônibus ao menos alguns dias na semana. Você vai economizar dinheiro e ajudar o meio ambiente!

Como elaborar um cronograma de obras de forma eficiente
Dicas para manter a segurança do seu lar