Dicas para reaproveitar materiais na jardinagem

Cuidar da horta ou do jardim de casa ou do condomínio é considerado por muitos uma terapia. Tirar um tempinho para colocar a mão na terra, seja para adubar ou regar as plantas, propicia momentos de relaxamento e lazer para quem é apaixonado por jardinagem. Mas você sabia que é possível reaproveitar diversos materiais que iriam para o lixo em nosso jardim? Confira as dicas incríveis que a nossa jardineira preferida, Carol Costa, do portal Minhas Plantas, separou pra gente!

Crie seu próprio vaso

Algumas plantas não precisam de muito espaço para se desenvolver. Existem ainda aquelas espécies que devem ser plantadas em pequenos espaços antes de serem colocadas em vasos maiores. Dica: em vez de comprar pequenos vasinhos, invente seu próprio vaso! 😉

  1. Sabe aquela caixa de suco que você costuma jogar fora? Ao cortá-la ao meio, é possível utilizá-la como vaso para plantar sementes e pequenas plantas.
  2. As cápsulas de café são usadas uma única vez e logo depois descartadas. Mas você sabia que elas são excelentes para plantar sementes? E mais: não é preciso nem limpar a cápsula, caso haja resquícios de pó de café. Dica: achate a parte de baixo para seu vasinho não ficar balançando!

Embalagens de plástico são ótimas para quem deseja começar uma horta, pois, quando as espécies são “bebês”, elas são mais frágeis e precisam de ambientes constantemente úmidos. Embalagens com tampa proporcionam as condições ideais para o desenvolvimento das plantas em sua fase inicial. Algumas delas já vêm com furinhos, o que as torna perfeitas.

Camada de drenagem

A camada de drenagem é muito importante para conter o excesso de água da rega. Você pode utilizar materiais clássicos de jardinagem, como argila expandida, mas também pode reutilizar alguns materiais que você já tem em casa.

  • Rolhas – Sabe aquela coleção de rolhas que você ou seu amigo tem guardada? Que tal atribuir uma nova função a ela? Utilize-a como camada de drenagem!
  • Bandejas de isopor – Este é aquele típico material que não serve para quase nada, além de poluir o meio ambiente. Mas agora você já sabe como aproveitá-lo na jardinagem: pique de forma grosseira e utilize o isopor para drenar a água da rega.

Vasos quebrados – Se o vaso da sua planta quebrou, não se desespere, pois os pedaços também podem ser reutilizados como camada de drenagem.

Mantenha os vasos úmidos

Esponjas de cozinha devem ser trocadas com frequência, mas o que fazer com elas? Simplesmente jogar fora? Não! Você pode utilizá-las para manter a umidade dos vasos! Para isso, basta cortar a esponja em pequenos pedaços e misturá-los na terra. Dica: antes de reaproveitar a esponja, deixe-a de molho por alguns minutos na água sanitária.

Sustentação das plantas

Sabe aqueles arames que fecham o pão de fôrma? Eles são ótimos para prender as plantas no tutor. E sabe o que pode ser utilizado como tutor? Aquele hashi que você utilizou em seu último pedido no restaurante japonês! Esta combinação é ótima para segurar as orquídeas, que, por serem altas, podem quebrar com a ação do vento.

Moldar as plantas

Grampo de cabelo é muito útil para moldar algumas plantas, como as trepadeiras. Portanto, se a planta está ficando torta ou crescendo na direção errada, basta prendê-la com um grampo.

Afiar a tesoura

O papel-alumínio que foi usado para preparar aquele prato especial do almoço de domingo também pode ser reaproveitado! Antes de descartá-lo, dobre-o bem e utilize-o para afiar a tesoura. Basta cortar o papel-alumínio algumas vezes, que a tesoura ficará afiada.

Plaquinhas de identificação

e você deseja plantar várias espécies em um mesmo espaço, é importante identificar cada uma delas pelo nome. Para isto, recorte alguns pedaços de lata de refrigerante e crie uma plaquinha personalizada. Coloque o pedaço de metal em cima de um pano e escreva com força para marcar bem. Dessa forma, ainda que a caneta apague com o tempo, o texto será escrito em baixo relevo.

Como vimos, diversos materiais podem ser reaproveitados na jardinagem! E se você gostou das dicas, chegou a hora de colocar em prática tudo que você aprendeu. E, se você souber outras dicas incríveis como estas, conte pra gente nos comentários! 🙂

Fonte: Secovi Rio

5 dicas para diminuir o calor em casa
Como elaborar um cronograma de obras de forma eficiente