Como decorar um ambiente compartilhado?

A cada dia que passa, é mais comum que as casas e apartamentos tenham ambientes compartilhados, como salas e cozinhas americanas, quartos e escritórios, e por aí vai. Nestes casos, a decoração faz toda a diferença, integrando-os perfeitamente.

E é importante ressaltar: a integração vai muito além de usar uma mesma cor. Os ambientes devem conversar entre si, independente de diferenças ou semelhanças em pisos ou revestimentos. Eles devem ter estilos que se complementem, dando a sensação de continuidade. E, é claro, o conforto e a praticidade não devem ser esquecidos, já que são fundamentais para uma rotina mais tranquila.

Os especialistas na área estavam que deve haver uma harmonia entre os materiais escolhidos para mobília e decoração. E lembre-se: menos é mais, principalmente se for um ambiente pequeno. Nestes casos, pode-se usar os espelhos, que criam a sensação de amplitude (além de serem super úteis no dia a dia).

Em relação às cores, não existem regras. É notável que, em geral, as cores fortes são menos utilizadas, por medo de enjoar dos tons com o tempo. Porém, existem alguns revestimentos de tonalidades mais ousadas que não são cansativos, e podem ser utilizados nestes casos. A iluminação também é parte fundamental: ela pode ser feita com um lustre diferente e irreverente, pode ser indireta, amarelada ou branca… tudo depende do estilo escolhido para o seu lar.

O que deve ser levado em consideração, acima de tudo, é a praticidade e o conforto, para que o dia a dia da família seja o mais prazeroso possível. Evite “entulhar” muitos móveis de designs diferentes, que atrapalhem a passagem no ambiente, e invista em uma iluminação que facilite a rotina e realce seus móveis e itens de decoração.

 

Nota carioca dá desconto no IPTU
O Brasil e as construções sustentáveis