Pensando em sair da casa dos pais? Confira nossas dicas para não passar aperto

Depois de uma certa idade, é natural que as pessoas queiram criar uma rotina própria, sem palpites de outros. Para esses, temos uma boa notícia sair da casa dos pais é mais simples do que parece.

Com organização e planejamento, é possível morar sozinho sem ter maiores problemas financeiros, ainda que a sua renda não seja tão alta. Veja, a seguir, algumas dicas simples para colocar esse plano em prática.

  • Faça um teste: ainda morando na casa dos seus pais, tente vivenciar um pouco da rotina de morar sozinho: lave suas roupas, pague suas contas, resolva pequenos problemas… afinal, os problemas de quem mora sozinho vão muito além da questão financeira.
  • A organização financeira também é essencial, é claro. Calcular direitinho a quantia que você precisará para se sustentar é crucial, ainda que seja só uma simulação. Pergunte a amigos que ja moram sozinhos qual a sua média de gastos.
  • Ainda falando da questão financeira, não deixe de guardar algum dinheiro antes de colocar o plano em prática. Especialistas no assunto aconselham que se guarde de 50 a 70% do salário enquanto ainda morar com os pais, e aplicar esse dinheiro em um investimento simples. E não se esqueça: é essencial deixar uma folga de dinheiro, para imprevistos que possam acontecer.
  • Defina exatamente o imóvel que você busca: localização, preço e suas características essenciais. Uma boa ideia é pesquisar na internet antes de visitar as casas ou apartamentos que se enquadram em suas necessidades. E, claro, mantenha os pés no chão e tenha a noção de que a sua realidade pode não ser a mesma de quando morava com seus pais.
  • Saiba quais os trâmites necessários para a negociação. Ao alugar um imóvel, é normal que os proprietários exijam um fiador ou alguma garantia locatícia, como o seguro-fiança ou o título e capitalização. E, apesar de tudo, não se esqueça que estamos vivendo um momento bom para barganhar, já que quem tem um imóvel disponível para locação está mais disposto a negociar com a crise econômica.
  • Caso você vá dividir o apê novo com um amigo, não esqueça de deixar as regras de convivência bem claras. Tudo deve ser bem claro entre os moradores, como a divisão de contas, as tarefas domésticas, visitas, quem vai fazer compras, etc. E, claro, é importante que ninguém deixe o outro na mão quando se trata de dinheiro, pois a situação pode acabar ficando complicada para todos.

A todos que estão planejando essa mudança de vida, desejamos muito boa sorte. Com planejamento e organização, tudo ficará muito mais fácil. E, é claro, deixamos nossos serviços à sua disposição. 🙂

Plantas dentro de casa trazem benefícios para a saúde
Como tornar o dia a dia do seu condomínio mais sustentável