Dia Mundial da Energia – Como tornar seu condomínio mais sustentável

No dia 29 de maio, comemoramos o Dia Mundial da Energia. Nesta data especial, é importante incentivar a sustentabilidade e a eficiência energética dentro do seu condomínio, e implementá-la no seu dia a dia.

Não é mistério que, atualmente, a preocupação das pessoas com alternativas que aliem eficiência, economia e sustentabilidade é crescente. Assim, para reduzir a conta de energia e, de quebra, promover uma melhor qualidade de vida parra as próximas gerações, a ideia de um condomínio sustentável vem com força, combinando diversas maneiras de economizar recursos.

No post de hoje, separamos as principais ideias sobre o assunto, buscando um equilíbrio para o meio-ambiente e, claro, sem doer muito no seu bolso.

1- Iluminação: Muitas vezes, as pessoas acabam esquecendo que a iluminação natural pode ser uma grande aliada para a economia de luz elétrica. Janelas amplas garantem uma maior claridade vinda do sol, tornando os cômodos mais iluminados e arejados (o que também traz mais saúde, evitando mofo e poeira). Ao utilizar cores claras nas paredes e teto do ambiente, ele também se torna mais claro, já que os raios de luz refletem melhor do que se comparado a ambientes de cores escuras.

2- Sistema de Energia Solar Fotovoltaica: Uma das principais alternativas quando falamos de eficiência energética é a instalação de placas fotovoltaicas. Uma condomínio sustentável pode – e deve – produzir a sua própria energia a partir dessa fonte inesgotável e renovável que é a luz solar.

Esse tipo de geração de energia consiste na instalação de painéis fotovoltaicos, que são considerados um investimento, já que os gastos com energia elétrica podem diminuir até serem eliminados, e, em sua maioria, o material possui uma longa vida útil, de, em média, até 25 anos. E o melhor: a sua instalação é bem rápida. Por isso, considerar essa energia renovável para abastecer parte do condomínio é uma ótima pedida para gastar menos na conta de luz e ter um espaço mais sustentável.

3- Decoração ecologicamente correta: Não é só na geração de energia que se pode contribuir para a preservação do meio-ambiente em seu condomínio. Dar preferência a mobília e decoração sustentável também é uma boa opção. Materiais reciclados, madeiras de reflorestamento, fibras naturais… todos esses tipos de materiais são resistentes, duráveis, charmosos e não têm impacto sobre o meio-ambiente.

4- Reaproveitando a água: Dentro de casa ou no condomínio, o reuso da água é possível e mais simples do que parece. A água da chuva, por exemplo, pode ser coletada para ser utilizada em outras tarefas, como lavar os pisos ou regar os jardins. Outra alternativa eco-friendly é a instalação de um sistema de irrigação por capilaridade, que conserva a água da chuva para a reutilização na irrigação das plantas.

Esperamos que nossas dicas tenham facilitado e dado novas ideias para tornar o seu condomínio mais sustentável neste dia especial – e em todos os outros.

Quais dessas dicas você já conhecia e colocava em prática? Conta pra gente nos comentários! 😉

Edificações verdes são a melhor opção de negócio imobiliário
Paralisadas há três meses, obras da Linha 3 do VLT são retomadas