Reciclagem de Lixo – O que você precisa saber?

Como sempre gostamos de destacar, a preocupação com o meio-ambiente deve ser, a cada dia que passa, uma maior prioridade no nosso dia a dia, para o nosso bem-estar e o das próximas gerações. Uma das maneiras mais eficientes de ajudar nesta questão é a Reciclagem de Lixo.

Por isso, separamos algumas dicas e informações importantes sobre como o tema, e, principalmente, para mostrar que a Reciclagem pode ser feita em casa, de maneira mais simples e fácil do que parece. Confira!

Uma das principais preocupações atualmente é a quantidade de lixo produzida pela população, pois traz problemas relacionados não só aos catadores dos lixões, mas também à falta de espaço para a disposição dos resíduos. Ao reciclar o lixo, diminui-se a sua quantidade a ser tratada e eliminada, além de diminuir a necessidade de extração de matérias-primas para a produção de novos bens de consumo.

Ter uma vida mais saudável depende tanto de uma política pública de serviços ambientalmente adequados de limpeza urbana quanto da atitude da população. Ao final destes investimentos, poderíamos perceber uma notável diferença nos resultados finais, partindo da prática da teoria dos 3 R’s: Redução do uso de matéria-prima, Reutilização de materiais e Reciclagem. Esta técnica se torna cada vez mais eficiente, pois, além da preservação de recursos naturais, a reciclagem se torna socialmente importante, uma vez que gera emprego e renda aos trabalhadores envolvidos.

O que é e qual a importância da reciclagem?

Ela é o resultado de um conjunto de técnicas e atividades com o objetivo de reaproveitar e reutilizar os resíduos de substâncias em seus ciclos de produção. Estes materiais podem ser reaproveitados na confecção de diversos produtos, como vestuário, acessórios, decoração, etc. A reciclagem se faz importante a partir do momento em que encontramos o meio-ambiente em desequilíbrio, provocado pela devastação de recursos naturais, e que coloca em risco não só os animais e vegetais, mas também a sobrevivência do próprio homem.

 

Quais as vantagens da reciclagem?

  • Redução da quantidade de resíduos encaminhados a aterros sanitários;
  • Redução de impactos ambientais durante a produção de novas matérias-primas;
  • Redução do consumo de energia elétrica;
  • Redução da poluição ambiental;
  • Maior desenvolvimento econômico pela geração de novos empregos na expansão dos negócios relativos à reciclagem.

 

Como deve ser feita a separação do lixo?

  • Todo o material reciclável deve ser separado do não-reciclável, ou seja, vidros, papéis, plásticos e metais. É importante lembrar que o lixo orgânico, apesar de também poder ser reutilizado, não deve ser armazenado junto ao lixo reciclável.
  • O material separado deve ser lavado e seco.
  • Depois da preparação, o material deve ser depositado em um lugar estratégico e diferente de onde se deixa o lixo comum, para facilitar seu recolhimento.

Obs: Não esqueça de confirmar com a empresa responsável o dia exato da coleta seletiva de lixo em seu bairro!

 

E como meu condomínio pode ajudar?

Basta a disposição de contêineres específicos para cada tipo de material, e um simples trabalho de conscientização dos moradores. Caso o condomínio não tenha espaço suficiente para esses contêineres, os moradores podem ser instruídos a guardarem o material em suas residências até o dia da coleta, pois, como estarão higienizados, não causarão mau-cheiro.

 

Quais materiais podem ser reciclados?

Basicamente, papéis, plásticos, metais e vidros podem ser reaproveitados, salvo exceções em cada categoria.

  • Papéis que não podem ser reciclados: papéis engordurados, carbono, celofane, plastificado ou parafinado (fax);
  • Plásticos que não podem ser reciclados: celofane, embalagens a vácuo, fraldas descartáveis, adesivos ou embalagens engorduradas ou siliconizadas;
  • Metais que não podem ser reciclados: latas de aerossóis, latas de tinta, de inseticidas, pesticidas e pilhas.
  • Vidros que não podem ser reciclados: vidros de automóveis e janelas, vasilhas tipo pirex, espelhos, tubos de televisão, lâmpadas, óculos, cristais, ampolas de medicamentos, vidros temperados planos ou de utensílios domésticos.

 

Esperamos que, com estas informações simples, a Reciclagem possa ser parte do seu dia a dia. Não deixe de conferir também o nosso ebook sobre o assunto, com dicas mais específicas, ilustrações e muito conteúdo: https://bit.ly/2qrCFdP 

 

Bandeira tarifária continua verde em abril, sem cobrança extra nas contas de luz
Quais são as regras sobre os exames médicos obrigatórios de funcionários de condomínios