Como manter o seu condomínio sustentável

Assunto que virou tendência, a sustentabilidade tem estado mais presente no cotidiano de muitas pessoas que, preocupadas com o equilíbrio ambiental, resolvem adotar algumas atitudes em prol de um planeta melhor. Por essa razão, trouxemos, no post de hoje, dicas de como manter o condomínio sustentável.

Essa missão pode ser um verdadeiro desafio tanto para o síndico e os moradores, como para os profissionais responsáveis (como um engenheiro ou arquiteto). Porém, com o empenho de todos, um bom planejamento, e as soluções certas, é possível adequar o seu condomínio a projetos verdes.

Um profissional especializado é essencial para todas as etapas dessa transformação, pois primeiro ele verá quais mudanças são viáveis no seu edifício, antes de começar a colocá-las, de fato, em prática. Além disso, como muitos sistemas precisam da participação de todos, é importantíssimo conscientizar os condôminos.

Portanto, além da contratação de um profissional, que viabilizará as mudanças necessárias, é essencial fazer uma reunião que discuta o assunto com os moradores, explicando sua importância e escutando diferentes opiniões, além de incentivar o apoio e colaboração de todos – o que deve ser feito constantemente.

Além da ajuda profissional e do comprometimento dos moradores, outra parte fundamental nessa questão são os funcionários, que também devem ser bem instruídos e incentivados, explicando-se o mérito da questão, bem como ensinando os procedimentos e práticas necessários.

Entre as mudanças que podem ser implantadas no condomínio estão, por exemplo:

  • Fazer uma horta numa parte do jardim, aliada a um sistema de compostagem para adubar a terra;
  • Realizar a coleta seletiva, destinando o lixo seco (reciclável) aos locais adequados (podendo, inclusive, vendê-lo);
  • Reaproveitar a água da chuva (através de um sistema específico) para a rega do jardim, limpeza de áreas comuns e pisos etc.;
  • Implantar um sistema de captação de energia solar.

Enfim, as opções são muitas! O que precisa ser destacado é que todas elas devem ser feitas com muito planejamento, averiguando as condições e espaços do condomínio, além de dinheiro que será investido. Relembrando que contar com profissionais capacitados é essencial para o sucesso de qualquer projeto!

Também é importante destacar que essas mudanças ajudam o condomínio a, além de colaborar para um planeta mais equilibrado, economizar nas contas de água e energia elétrica, por exemplo, no final do mês. O que, obviamente, é bom para todos, não é verdade?!

Esperamos que tenha gostado das informações que trouxemos na matéria de hoje! Agora, o próximo passo é conversar com os moradores e, depois, procurar um auxílio profissional, sabendo que mudanças, de fato, podem acontecer no seu edifício. Boa sorte e vamos todos colaborar para um mundo melhor!

Sinalização de segurança contra incêndio em condomínios salva vidas
Venda de imóvel novo no Rio sobe 15%