Locomoção sustentável nas cidades

Os gases tóxicos emitidos por carros, ônibus e caminhões são grandes vilões da poluição ao meio ambiente, agravando o efeito estufa. Preocupados com a natureza e, é claro, com a qualidade de vida dos cidadãos, resolvemos abordar, no post de hoje, formas de locomoção sustentável nas cidades.

Sempre que temos condições financeiras para tal, preferimos optar por um carro próprio (mesmo que para a locomoção de apenas uma pessoa) ao sistema público de transporte. Isso faz com que a situação da emissão de gases se agrave, já que, no final das contas, o número de veículos nas ruas se torna muito maior.

Portanto, é notório que, para o bem-estar da população, a preservação do meio-ambiente, melhora da qualidade do ar e a facilitação do fluxo de veículos (diminuindo o trânsito), atitudes de mudança devem ser tomadas. E elas dependem de cada um de nós. Confira, abaixo, algumas sugestões para o seu cotidiano.

  • Ande mais a pé: se o percurso for curto, prefira andar a pé, que, além de economizar na gasolina, estacionamento, tempo (por conta do tráfego) etc., ajuda sua saúde!
  • Pedalando: a bicicleta é um ótimo meio de transporte para curtas e médias distâncias, principalmente em cidades com ciclovias. Assim como o caminhar, auxilia sua saúde, sendo um ótimo exercício físico.
  • Carona solidária: se for realmente necessário usar o carro, aproveite para dar ou pegar carona com amigos, vizinhos ou colegas de trabalho, que vão para lugares próximos. Essa também é uma ótima prática para quem precisa do carro para levar/buscar os filhos na escola.
  • Transportes públicos: mesmo não sendo 100% eficazes, em muitas cidades brasileiras, eles são uma alternativa barata e ecologicamente correta em relação ao uso do carro próprio. Metrô, ônibus, trem… As opções são muitas!

E então, o que acharam da nossa matéria e dicas de hoje? Esperamos que, assim como nós, você se preocupe com o equilíbrio do planeta e da sociedade, de forma geral. Se sim, siga algumas de nossas sugestões e colabore para um mundo melhor! 😉

Lei municipal proíbe repasse de cobrança de tarifa bancária em boleto de aluguel
Conta de luz de maio terá bandeira tarifária vermelha