Páscoa em condomínios

Com a Páscoa chegando, muitos síndicos e moradores de condomínios residenciais se perguntam como aproveitar melhor esse período, enfeitando as áreas comuns do prédio e, até, fazendo brincadeiras com as crianças. Pensando nisso, resolvemos fazer, hoje, um post sobre a Páscoa em condomínios. Confira!

Para levar a magia dessa data para dentro dos prédios, algumas atitudes podem ser tomadas… O item principal é a criatividade, que deve estar presente tanto na decoração dos espaços, como, também, nas brincadeiras que serão propostas às crianças.

Essas atividades, além de divertirem os pequenos, aproximam seus laços de amizade e incentivam uma convivência mais feliz entre seus pais, promovendo, portanto, a aproximação entre os condôminos. Por isso, a participação do maior número possível de moradores é muito importante.

Vejamos, a seguir, algumas opções de brincadeiras para esse dia:

  • Pode ser feita a caça aos ovos de chocolate, através de pistas espalhadas pelo prédio – em locais seguros, já que as crianças que têm que procurar.
  • Uma boa ideia é a corrida de saco, porém com um diferencial: orelhas de coelhos (que podem ser feitas pelas próprias crianças, com um adulto por perto).
  • Pinturas no rosto podem ser feitas com a ajuda de um profissional da área. Os coelhos, é claro, serão o tema das artes faciais.
  • O famoso pique-pega/pega-pega pode ser estilizado, tornando-se um pique-coelho, com dentes e orelhinhas de coelhos para quem estiver com o pique.
  • Mesas para desenhos e pinturas são fáceis de ser providenciadas (desenhos, lápis e giz de cera) e agradam muito os pequenos.
  • Os tradicionais teatrinhos de fantoches também são uma boa opção para divertir as crianças, e a temática da Páscoa pode ser usada.

Vale lembrar que a organização dessas brincadeiras e de um dia todo especial para as crianças, inspirado na Páscoa, deve ser pensada com antecedência, para que o condomínio tenha condições de se preparar adequadamente, planejando-se para as atividades.

É importante ressaltar que a presença de adultos enquanto as crianças exercem essas atividades é fundamental, evitando acidentes e outros problemas. Por isso, todas essas brincadeiras devem ser supervisionadas pelos pais e responsáveis. Se julgarem necessário, os condôminos podem contratar um recreador.

Em relação aos custos, eles devem ser divididos entre os moradores, mas, dependendo das atividades escolhidas, serão muito baixos. Os ovos de Páscoa podem ser comprados pelos próprios pais – preferencialmente, o mesmo para todas as crianças, evitando brigas.

Como já afirmamos, essas ações, além de divertirem as crianças e promoveram a interação entre os pequenos, melhora, também, o relacionamento entre os condôminos (adultos), o que só tem a somar, num contexto condominial. Por isso, que tal escolher algumas dessas brincadeiras e fazer uma Páscoa mais alegre no seu condomínio?

11 benefícios de ter acompanhamento profissional na sua obra
Vereadores devem aprovar emenda que permite o fechamento de varandas na Zona Sul