Mulheres empreendedoras no Brasil

Empreender significa decidir realizar, tentar, executar, pôr em prática… Ou, em bom português, colocar a mão na massa! Essa atitude tem se tornado cada vez mais popular entre as mulheres, mundo afora. Por essa razão, resolvemos trazer esse tema no post de hoje, em homenagem às mulheres, pelo seu dia!

Atualmente, cerca de 45% dos pequenos negócios são administrados por mulheres, no Brasil. Exemplos de mulheres poderosas que empreendem não faltam. Por isso, para te inspirar, separamos alguns desses casos. São brasileiras que servem de inspiração para muita gente. Confira só!

  • Luiza Trajano: a dona da Magazine Luiza assumiu, há 25 anos, o negócio de sua tia (também Luiza) e, visionária, criou a primeira loja virtual do mundo, com um sistema de compra online de produtos e serviços, no início da década de 90. Hoje, é uma das maiores empresas do segmento: mais de 700 lojas em 16 estados brasileiros. Prega a valorização da mulher, tendo sido fundada por uma, e, atualmente, presidida por outra. 51% de seus colaboradores são mulheres.
  • Ana Lúcia Fontes: preocupada em aliar a maternidade com a vida profissional, Ana Lúcia resolveu entrar no mundo do empreendedorismo e criou a Rede Mulher Empreendedora, que visa ajudar mulheres que querem empreender e é focada no empoderamento feminino.
  • Cristina Boner: professora universitária, resolveu parar de dar aulas e criar sua própria companhia, a TBA, integradora e desenvolvedora de soluções, preocupada com o aumento da produtividade de seus clientes. Cristina inaugurou, em 1997, um dos primeiros provedores brasileiros de acesso à Internet, a TBA Internet. Em 2004, criou a ONG AME (Associação das Mulheres Empreendedoras), que oferece cursos e oficinas gratuitos para capacitar mulheres para o mercado de trabalho.
  • Helena Rizzo: a chef, que já foi modelo, começou a estagiar na área culinária, destacando-se e conquistando cargos em restaurantes badalados pelo mundo. Em 2006, voltou ao Brasil e fundou o restaurante Maní (que conta com a apresentadora Fernanda Lima como sócia). Em 2014, foi eleita a melhor chef feminina do mundo pela Revista Restaurant.
  • Regina Jordão: em 1996, Regina largou o emprego de secretária para montar, juntando suas economias, uma pequena clínica estética. Com o passar dos anos, o negócio se tornou o Instituto de Depilação Pello Menos, com franquias espalhadas por todo o Brasil, sendo o maior do Rio de Janeiro. O instituto só atende mulheres, bem como só tem depiladoras e atendentes mulheres.

Esses exemplos são para mostrar que as mulheres não só podem, como devem, fazer o que quiserem. Tendo determinação, os obstáculos são superados e, mesmo que demore um pouquinho, o objetivo é alcançado. Esperamos que essas mulheres inspiradoras também te animem! E, é claro, não poderíamos deixar de desejar: Feliz Dia da Mulher!

 

Conheça 9 plantas que atuam como repelentes naturais
Bandeiras tarifárias terão novos valores neste ano