Barra da Tijuca concentra maior legado da Olimpíada no Rio

O anúncio de que o Rio sediaria a Olimpíada de 2016 fez com que a cidade ficasse ainda mais visada para investimentos públicos e privados em mobilidade urbana, construção civil e empreendimentos. A capital fluminense precisou aprimorar a infraestrutura nos últimos sete anos para receber milhares de turistas para o maior evento esportivo do mundo. Após o sucesso dos Jogos, o maior legado no setor imobiliário ficou na Barra da Tijuca, nas imediações do parque olímpico, vila olímpica e outros locais de competições.

Para Laudimiro Cavalcanti, diretor do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Rio (Creci-RJ), todo esse investimento foi fundamental para impulsionar o mercado imobiliário. Ele ainda falou da importância da linha do Metrô na Barra, que resultou numa valorização de imóveis para venda e locação.

“A construção de novas vias expressas, viadutos e centros comerciais na região da Barra está sendo de grande importância para os moradores e os interessados em investir na região. Após a inauguração da linha 4 do Metrô, que liga a Barra à Zona Sul, já houve uma valorização dos imóveis de 7%, tanto para a locação como para venda. E a tendência é melhorar”, projeta.

Mais de dois meses depois do encerramento da Olimpíada, a vila dos atletas, projeto que engloba 31 prédios e mais de 3 mil apartamentos, vai virar um dos maiores empreendimentos imobiliários já lançados. “Estamos falando de um bairro na Barra da Tijuca que se destaca pela sustentabilidade. São 70 mil metros quadrados, priorizando a qualidade de vida dos moradores”, avalia Cavalcanti.

Outro fator relevante é o legado da estrutura do parque olímpico. Arenas serão transformadas em escolas, locais para a prática esportiva e espaços para shows, gerando ainda mais valorização para a região. O Rio foi a capital brasileira com maior valorização de imóveis nos últimos anos. Além da Olimpíada, a Copa de 2014 também ajudou a dar um novo fôlego ao setor imobiliário. No centro, uma das regiões com mais melhorias nos últimos anos, o metro quadrado está 220% mais caro. No Leblon, o aumento é de 177%. E na Barra é de quase 140%.

Fonte: O Dia

Crianças conscientes para um futuro melhor
A impermeabilização do imóvel pode evitar problemas