Sustentabilidade em condomínios

Já que nessa semana é comemorado o Dia do Síndico, resolvemos ajudar o seu condomínio a se tornar mais sustentável. E, ao contrário do que possa parecer, não é tão difícil e caro fazer esse tipo de escolha. Na verdade, um investimento inicial é necessário, sim, mas o retorno faz valer –e muito- à pena qualquer investimento. Além do que, assumir práticas sustentáveis é melhor pro condomínio, pros moradores, e, é claro, pro planeta, né, gente!

Instalar um sistema de aquecimento solar, por exemplo, pode diminuir a conta de gás em até 50%. Outras atitudes que dependem de cada morador, mas são muito simples, também ajudam o condomínio a economizar, além de serem ecologicamente corretas.

Fechar a torneira enquanto escova os dentes, o chuveiro enquanto se ensaboa e lava os cabelos, consertar vazamentos (por menores que sejam)… Tudo isso é muito importante. Outros cuidados, como observar o selo “A” do Procel na hora de comprar eletrodomésticos e apagar as luzes e desligar aparelhos ao sair dos cômodos são escolhas inteligentes e simples. Basta ter um pouco de atenção.

Você também pode ter atitude sustentável com relação aos móveis da sua casa. Se tiver algum móvel que acha que não combina, ou “cansou” dele, que tal dar uma cara nova?! Às vezes, uma pintura resolve o problema, além de economizar muito o investimento de um móvel novo.

Ter plantas em casa ajuda a melhorar o ar, o ambiente, até mesmo a temperatura do seu lar, além de dar um charme, né?! Se você quiser, também pode criar uma ‘mini-horta’, o que também ajuda a melhorar a alimentação da sua família. A horta também pode se estender para o condomínio, adotando uma prática saudável e sustentável para todo ele.

A coleta seletiva é outra coisa que um condomínio pode fazer. Só de separar resíduos secos dos úmidos (lixo orgânico) já faz uma baita diferença. Essa é uma prática onde cada um pode ajudar um pouquinho, e, no final, faz um bem enorme.

Em relação à água, muitas são as formas de reaproveitá-la. Captar a água da chuva é um delas. Reaproveitar a água do tanque e da máquina de lavar dos apartamentos é outra. Essa água pode ser reutilizada para lavar áreas comuns do condomínio e até molhar as plantas, caso haja um sistema de filtragem.

Tomara que essas dicas ajudem você, síndico, a transformar seu condomínio em amigo do meio-ambiente! Além de ajudar economicamente. Então, ganho duplo! Por que adiar? Mão na massa! E, claro, parabéns pelo seu dia!! 😉

Busca por compra de imóvel deve se igualar à de aluguel
Procon orienta sobre pagamento das taxas de IPTU para quem mora em imóvel alugado